Atendimento

O Bacuri é o fruto do bacurizeiro (Platonia insignis Mart.), árvore frondosa, alcançando até 35 metros de altura e magnífica quando coberta de flores róseas, vermelhas ou, raramente, brancas. Possui folhas grades, rígidas, verdes, lisas e brilhantes. Esta árvore é nativa da região Amazônica, e tem como berço de diversidade genética o estado do Pará. Talvez por isso, o fruto do bacurizeiro ocupa posição de destaque na preferência dos consumidores de Belém, captital paraense, enquadrando-se, juntamente com o açaí, cupuaçu e pupunha, como os de maior aceitação dentre os frutos nativos da Amazônia.

Estimativas indicaram que no ano 2000, somente na cidade de Belém, foram comercializados sete milhões de frutos, com valor total de U$ 1,61 milhão àquela época. Infelizmente, a produção de frutos é decorrente, na quase totalidade, de atividade extrativista, sendo raros os pomares com essa espécie. Tal fato é devido às dificuldades de propagação, ao longo período de juvenilidade da planta, que pode alcançar mais de 10 anos para o início da frutificação, especialmente quando propagada por sementes, e ao baixo rendimento de polpa. Não é de se admirar, portanto, que a polpa congelada de bacuri possua um elevado preço, independentemente da época do ano, quando comparada com produto similar de outras frutas tropicais.


 

E mbora a espécie Platonia insignis seja mais conhecida como planta frutífera, o bacurizeiro também apresenta madeira com boa característica físico-mecânica e multiplicidade de usos, podendo ser utilizada na fabricação de móveis, caibros, ripas, estacas, dormentes, embalagens pesadas e tacos. Além das possibilidades como planta frutífera e madeireira, as sementes podem ser utilizadas para extração de óleo, dando ainda como subproduto, farelo, com 16% de proteína.

O bacuri é uma baga uniloculada, com formato arredondado, ovalado ou achatado, pesando em média 300 gramas. Apresenta em média de duas a quatro sementes, podendo em casos raros apresentar até seis ou nenhuma semente. Além de sementes grandes, o bacuri apresenta uma casca resinosa de cor amarelada, relativamente grossa, que representa mais da metade do peso do fruto. Apenas de 10 a 15% do peso do fruto são representados pela polpa, de cor esbranquiçada, sabor adocicado bastante exótico e perfume que se espalha rapidamente pelo ambiente. Frutifica de Dezembro até Abril.

O bacurí é bastante utilizado na elaboração de sucos, sorvetes, cremes, doces, compotas, refrescos, licores, geléias, tortas, bolos e recheios variados, mousses, balas e outros mais, mas também é muito apreciado in natura pela população paraense.

Fonte: Rajá Frutas

Copyright 2012 - Rajá Frutas - Todos os direitos reservados Bredi - Criação web sob medida