Atendimento

O fruto conhecido como cupuaçu, parente muito próximo do cacau, é originário da Amazônia brasileira, sendo muito popular no Pará e no Amazonas. Sua árvore (Theobroma grandiflorum) possui nomes diferentes dependendo da localidade. Cupuaçuzeiro, cupuaçueiro ou cupu são alguns dos nomes mais conhecidos desta grande árvore, que atinge uma média de 10 a 15 m de altura. Exemplares com 20 metros de altura foram catalogados em mais de uma região no Pará. As folhas são longas, medindo até 60 cm de comprimento, de uma tonalidade verde-escura. As flores são grandes, de cor vermelho-escura e são as de maior tamanho nesta família de árvores. Outro aspecto interessante destas flores é que, diferente de outras espécies de theobromáceas, elas crescem dos galhos da árvore, e não grudadas ao tronco. Seus frutos, que amadurecem nos meses chuvosos de janeiro a abril, possuem perfume marcante e adocicado, que se espalha e preenche rápidamente o ambiente. Têm forma esférica ou ovóide, medindo até 25 cm de comprimento.

Comum encontrar frutos com mais de 1 Kg. Sua casca é dura e espessa, de coloração castanho-escura, envolto por uma camada de pó que visualmente se assemelha ao pó da canela, e que se desprende do fruto com o mais leve toque.


P ara se chegar à polpa, é necessário quebrar ou serrar a casca. Internamente o fruto apresenta as sementes, envoltas pela polpa, assim como acontece com o cacau. Sua polpa é de tonalidade branca, quase creme, e de aspecto que lembra um pouco a polpa da jaca. É uma polpa bastante perfumada e ácida. Das sementes do cupuaçu é feito o cupulate, um produto que tem o sabor bastante parecido com o do chocolate. Estas sementes têm despertado o interesse dos cientistas por conterem proteínas que enriquecem outros alimentos. Há diversos estudos científicos, tanto no Brasil quanto no exterior, que utilizam as sementes do cupuaçu e sua polpa para tratar doenças no trato gastro-intestinal.

Além disso, a gordura extraída é aplicada na indústria de cosméticos e produtos de beleza, por conter bastante anti-oxidantes. Já a polpa contém vitaminas (principalmente vitamina C), minerais e pectina, uma fibra solúvel que ajuda a manter bons níveis de colesterol. Além das sementes e da polpa, também a planta apresenta propriedades medicinais; Suas folhas servem como calmantes, o suco das folhas é utilizado no tratamento de bronquites e infecções renais, o chá da casca serve para o tratamento de diarréia e a planta é utilizada como eficiente diurético.

Os maiores usos do cupuaçu estão mesmo na área alimentícia

Apesar disso tudo, os maiores usos do cupuaçu estão mesmo na área alimentícia, podendo ser encontrado na forma de sorvetes, sucos e vitaminas, que são muito consumidos e admirados. Doces à base de cupuaçu são também muito admirados, tais como o creme, compotas, geléias, licores e refrescos. O cupuaçu é utilizado, também tradicionalmente, como ingrediente na confecção de bombons, que obtiveram grande aceitação em todo o País.







Fonte: Rajá Frutas

Copyright 2012 - Rajá Frutas - Todos os direitos reservados Bredi - Criação web sob medida